Das grandes empresas para as lojas virtuais, quem são os empreendedores do e-commerce?

O ramo de e-commerce está crescendo exponencialmente e todo mundo sabe disso, mas a verdade é que a maioria das pessoas acha que quem decide criar uma loja virtual são pessoas que estão desempregadas tentando ganhar dinheiro a partir da própria casa ou leigos se aventurando pela internet.

Se você também tem essa ideia, prepare-se para mudar sua concepção sobre essas pessoas porque um em cada quatro donos de e-commerce trabalhavam em empresas físicas, mas não em quaisquer empresas físicas, mas em grandes empresas.

A vida de quem decidiu mudar

Além de virem de grandes empresas, os empreendedores virtuais também estão muito satisfeitos com sua nova vida. Pesquisas revelam que 3 em cada 4 empreendedores virtuais gostam mais de suas vidas hoje do que antes de entrarem nesse mercado.

O melhor de tudo isso, segundo eles, é que você pode comer com um pequeno negócio, utilizando apenas um dinheiro de rescisão, por exemplo, e conforme as oportunidades forem surgindo, ir medindo os resultados, aprender na prática e conseguir crescer.

Há um grande otimismo entre os novos empreendedores e-commerce, mas não poderia ser diferente, já que os números desse ramo estão realmente animadores. Confira você mesmo!

Número do e-commerce no Brasil

Segundo uma pesquisa da Loja Integrada feita com 1989 empreendedores virtuais no Brasil:

  • A maioria destes lojistas tem entre 30 e 39 anos de idade;
  • As mulheres são minoria no ramo, representando apenas 35%;
  • Os casados lideram o ranking sendo quase 52% dos lojistas, mas a maioria não tem filhos;
  • Formação acadêmica parece não ser o mais importante, já que menos de 42% possui ensino superior completo;
  • 3 em cada 4 empreendedores estão mais satisfeitos hoje do que antes de entrarem para o ramo virtual;

  • O empreendedorismo da maioria já estava nos planos, já que mais de 50% queriam ser empreendedores e não apenas viram na loja virtual um meio de sair da crise;
  • 1 em cada 4 destes empreendedores saíram de grandes empresas para se dedicar a uma loja virtual;
  • Metade destes lojistas virtuais era empregada de alguma empresa antes de se dedicarem ao e-commerce
  • Oportunidades de mercado surgiram antes para 58,8% dos pesquisados;
  • Menos da metade está na categoria há menos de um ano;
  • O Youtube é a principal plataforma de aprendizagem de 7 em cada 10 lojistas virtuais;
  • Já o Facebook é hoje a maior plataforma de divulgação de e-commerce, quase 90% dos lojistas usam essa rede social;
  • Mas essa não é a única, o Instagram vem crescendo no Brasil e no mundo e hoje representa 71,5% da divulgação dos produtos das lojas virtuais brasileiras;
  • Divulgar os produtos é uma das maiores dificuldades encontradas pelos nossos lojistas virtuais, eles dizem que é caro fazer a divulgação e é difícil concorrer com grandes empresas que utilizam perfis famosos para fazer sua divulgação pagando altos cachês a celebridades;

Se você se animou com o mundo do e-commerce, a Kirzner do Brasil pode te ajudar a realizar esse sonho. Entre em contato pelo formulário no nosso site www.kirznerdobrasil.com.br e não perca mais tempo.

Compartilhar

Deixe uma resposta